Tratamento de Água

5 (2)"> Para que serve o Jar Test e como usar?<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (2)</span></span>

Para que serve o Jar Test e como usar? 5 (2)

3 minutos Certamente já ouviu falar sobre ele correto? Mas mesmo operando uma estação de tratamento nunca utilizou ou utiliza pouco, ou ainda tem dúvidas de como ele pode te ajudar na condução do processo? Então leia até o fim! O que é Jar Test? Para que serve e como usá-lo na sua ETE? Você como tantos outros colegas já se deparou com problemas de sedimentabilidade do lodo, coagulação-floculação ineficientes ou coisas do tipo que lhe deixaram transtornado. Pois é, esse tal Jar Test Leia mais

5 (1)"> Potabilidade da água e o impacto de substâncias presentes na água<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (1)</span></span>

Potabilidade da água e o impacto de substâncias presentes na água 5 (1)

5 minutos A potabilidade da água, ou “Água potável” significa simplesmente água que é segura para beber, e como já sabemos, está se tornando cada vez mais escassa no mundo. O aumento da demanda de água doce em todo o mundo, e uma lista aparentemente interminável de contaminantes podem transformar a água potável em perigo para a saúde ou simplesmente torná-la inaceitável. Do volume total de água disponível no Planeta Terra, 96,54% estão nos mares e oceanos, 1,74% estariam em calotas de gelos e Leia mais

5 (1)"> Decantação e turbidez no tratamento de água<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (1)</span></span>

Decantação e turbidez no tratamento de água 5 (1)

4 minutos Um dos principais trabalhos do operador no tratamento de água é controlar a turbidez. Mas por que ela é importante?  Turbidez, ou turvação, é a medida da dificuldade de um feixe de luz atravessar uma certa quantidade de água, conferindo uma aparência turva à mesma. Na imagem abaixo, você pode observar da direita para esquerda amostras de baixa para alta turbidez. Mas o que o processo de decantação ou clarificação tem haver com isso? A decantação também conhecida como clarificação, é a separação Leia mais

5 (1)"> Cloro e o processo de desinfecção em água de abastecimento<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (1)</span></span>

Cloro e o processo de desinfecção em água de abastecimento 5 (1)

5 minutos Neste artigo vamos conhecer melhor sobre o cloro: suas propriedades físicas e químicas, além das formas que podem ser encontradas e mecanismo de ação. O que é o cloro? O cloro foi descoberto em 1774 pelo sueco Carl Wilhelm Scheele, acreditando que se tratava de um composto contendo oxigênio. Foi obtido a partir da seguinte reação: MnO2 + 4 HCl → MnCl2 + Cl2 + 2 H2O O cloro é um dos elementos químicos da família de halogênios, de número atômico 17 Leia mais

5 (3)"> Conheça o mecanismo de ação do flúor no combate à cárie<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (3)</span></span>

Conheça o mecanismo de ação do flúor no combate à cárie 5 (3)

5 minutos Nas últimas décadas do século XX, o declínio da cárie dentária na população infantil foi descrito em vários países desenvolvidos. A causa mais importante desse fato epidemiológico, tem sido atribuída ao aumento do uso de fluoretos. A fluoretação nada mais é do que a adição controlada de compostos de flúor na água de abastecimento público, com o intuito de prevenir a incidência de cárie dental. A utilização no tratamento das águas de abastecimento iniciou-se em 1953 no município de Baixo Guandu, porém, Leia mais

5 (1)"> O que você precisa saber sobre a água que consome, e como isso pode afetar você<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (1)</span></span>

O que você precisa saber sobre a água que consome, e como isso pode afetar você 5 (1)

5 minutos Água potável e a importância da vigilância no controle da qualidade da água, padrões de qualidade e prevenção de doenças. A água é essencial para a vida no planeta, como estamos cansados de saber, mas você sabe quais são as propriedades e até riscos presentes na água potável? Veja! O que é água potável Água Potável é aquela que reúne características que a coloca na condição própria para o consumo do ser humano. Portanto, a água potável deve estar livre de qualquer tipo de contaminação. Leia mais

5 (1)"> 5 Passos para solução de problemas no seu processo de tratamento de água ou efluentes<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (1)</span></span>

5 Passos para solução de problemas no seu processo de tratamento de água ou efluentes 5 (1)

3 minutos Tentativa e erro não é definitivamente a única forma de solução de problemas! A maneira mais econômica para atingir os objetivos de desempenho nos processos de tratamento de água ou efluentes é adotar boas técnicas de solução de problemas. E para isso, o  diagnóstico correto é imprescindível. 1. Os passos principais Reconhecer que existe um problema; Atribuir prioridades para garantir que cada problema receba atenção adequada; Reunir dados da planta e do processo de forma a estabelecer um histórico; Encontrar a causa Leia mais

5 (3)"> Processamento de lodos de ETE’s em 4 passos<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (3)</span></span>

Processamento de lodos de ETE’s em 4 passos 5 (3)

2 minutos O grande desafio atual, o que fazer com o resíduo sólido gerado nas ETE’s? O tratamento e disposição do lodo são fundamentais no tratamento biológico dos efluentes, pois eles geram lodos na forma de uma suspensão de flocos e dependendo da natureza e origem dos sólidos, distingue-se lodo primário e lodo secundário. O lodo primário é gerado a partir da sedimentação de material particulado do afluente. O lodo secundário ou biológico é gerado no reator biológico do sistema de tratamento, constituindo-se em Leia mais

5 (1)"> A Influência do ciclo hidrológico na qualidade da água<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (1)</span></span>

A Influência do ciclo hidrológico na qualidade da água 5 (1)

3 minutos Você já parou para pensar que a composição das águas superficiais e subterrâneas é influenciada por fatores naturais? Temos uma percepção maior sobre as intervenções humanas como atividades poluidoras industriais, despejos e contaminação, mas o ciclo hidrológico influencia e muito a qualidade da água. Grandes variações naturais na qualidade podem ser observadas em curso d’água e sua influência é geralmente maior quando há baixa disponibilidade hídrica, e mesmo que esteja disponível, há baixa qualidade limita o seu uso. A quantidade total de Leia mais

5 (2)"> Medição de vazão e suas implicações no tratamento de água e efluentes<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (2)</span></span>

Medição de vazão e suas implicações no tratamento de água e efluentes 5 (2)

8 minutos Vazão, quantificação hidráulica e suas implicações no tratamento de água e efluentes.  Você gostaria de manter o seu sistema de tratamento equilibrado? Seja ele tratamento de água ou efluente? Tenho certeza que sim! Mas existe uma grande chance de estar cometendo um erro e impactando diretamente na eficiência e estabilidade do seu processo. Ignorada ou irrelevante para muitos, é essa variável que quase sempre vai nortear o seu processo, seja ele tratamento de água ou efluentes. Variável essa que determina as cargas Leia mais