desempenho no tratamento

5 (4)"> Como elevar o desempenho da sua estação de tratamento de efluentes com a análise microscópica do lodo<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (4)</span></span>

Como elevar o desempenho da sua estação de tratamento de efluentes com a análise microscópica do lodo 5 (4)

5 minutos Saiba por que é importante analisar e monitorar o lodo biológico do seu processo, e como isso pode trazer uma redução de custos astronômica para sua planta. Como está o desempenho da sua estação de tratamento? Análise microscópica do lodo integra o seu plano de monitoramento? Já possui um microscópio na sua ETE? Se ainda não, veja porque esse equipamento é indispensável! Uma das modalidades de tratamento largamente adotada é o processo de lodos ativados, constituído de duas unidades (tanque de aeração e Leia mais