Meio Ambiente

5 (2)"> Tudo que você precisa saber sobre esgoto doméstico<span class="rmp-archive-results-widget"><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (2)</span></span>

Tudo que você precisa saber sobre esgoto doméstico 5 (2)

6 minutos A coleta e o tratamento de esgoto ainda é um problema no Brasil. Segundo o estudo do Instituto Trata Brasil, em 2018 o país despejou na natureza o equivalente a 5.715 piscinas olímpicas de esgoto sem tratamento por dia. Por ano, esse número ultrapassa 2 milhões de piscinas olímpicas de esgoto despejadas de forma indevida. Mas você sabe do que é constituído o esgoto? O esgoto, efluente, águas servidas ou residuárias é o termo usado para caracterizar os despejos provenientes dos diversos Leia mais

5 (3)"> Saneamento Básico e o impacto na saúde pública<span class="rmp-archive-results-widget"><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (3)</span></span>

Saneamento Básico e o impacto na saúde pública 5 (3)

7 minutos Segundo a OMS, a cada ano, a água insegura ou de qualidade inadequada e a falta de saneamento e higiene causam aproximadamente 3,1% de todos os óbitos – ou seja, a morte de aproximadamente 1,7 milhão de pessoas em todo o mundo. A água doce é um recurso natural bastante escasso e distribuído de forma desigual no planeta. Sua disponibilidade para o consumo humano provém da possibilidade de captação em lagos, rios e aquíferos de menor profundidade. No Brasil, os recursos hídricos Leia mais