estação de tratamento de lodo

5 (7)"> Problemas com espuma na ETE? Conheça as causas e medidas corretivas<span class="rmp-archive-results-widget "><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i><i class=" rmp-icon rmp-icon--ratings rmp-icon--star rmp-icon--full-highlight"></i> <span>5 (7)</span></span>

Problemas com espuma na ETE? Conheça as causas e medidas corretivas 5 (7)

2 minutos Muitas plantas de lodos ativados bem operadas têm problemas com espumas. Uma pequena camada de espuma de coloração marrom cobrindo aproximadamente 30 cm da superfície do tanque de aeração. No entanto, se a espuma se torna excessiva, a operação do sistema poderá ser afetada. O acúmulo excessivo de espuma no tanque de aeração pode resultar em passarelas, guarda corpos e equipamentos cobertos por espuma com um simples vento, bem como criando um aspecto desagradável na planta. Problemas com espumas podem ser divididas Leia mais

error: Este conteúdo está protegido pela Lei de Direitos Autorais!!!