Água e emprego: porque investir nessa carreira?

Água e emprego: porque investir nessa carreira?

Tempo de leitura: 2 minutos

4
(1)

Você sabia que três em cada quatro empregos no mundo dependem da água?

De acordo com relatório da ONU divulgado este ano e intitulado “Água e emprego” mais de 1,4 bilhão de empregos, ou 42% da força de trabalho global, estão em setores que dependem pesadamente da água, como agricultura, pesca e mineração.

Além da maioria das formas de geração de energia e a própria captação, tratamento e distribuição do recurso e saneamento, assim como alguns nas áreas da saúde, turismo e gestão ambiental também dependem e muito da água.

Água é emprego e os profissionais que desempenham atividades ligadas ao serviço de saneamento básico são os que mais reforçam essa conexão.

Sua atuação acontece de uma ponta a outra, é tão ampla que vai de um engenheiro que busca soluções técnicas a uma assistente social que orienta a comunidade com boas práticas de consumo.

Já na indústria, onde via de regra, o foco da gestão da água era apenas reduzir custos e melhorar a eficiência – cerca de dois terços das maiores companhias globais reportaram estar sujeitas a riscos relacionados ao recurso –, atualmente empresas ambientalmente responsáveis já perceberam que tal estratégia é um componente crítico para o desenvolvimento sustentável.

Da porta para dentro das indústrias, além de entender como a água é utilizada e o destino dado aos efluentes, a gestão hídrica deve analisar e otimizar todos os recursos de uma unidade produtiva, ou seja, é uma questão estratégica do negócio.

Você já pensou em apostar nessa carreira? Veja três razões para isso:

1. Mercado em alta

Esse é um mercado em expansão, segundo o relatório da UN-Water, para cada US$ 1 milhão investidos na América Latina em expansão dos serviços de água e esgoto, 100 novos empregos serão gerados diretamente. Para os próximos anos, está previsto um investimento de US$ 1 bilhão no setor na região e se espera que 100 mil empregos diretos sejam criados.

2. Boa remuneração

Com o crescimento do mercado, os profissionais dessa área não devem encontrar dificuldade de garantir vagas de trabalho. Sabe-se que o mercado no Brasil é extremamente carente de bons profissionais, especialmente, para operação e gestão de processos de tratamento de água e esgoto. Os salários vão de R$ 2 mil e podem ultrapassar os R$ 10 mil mensais.

3. Gera dinheiro

Nos últimos anos e diante da crise hídrica, acordamos para a importância da água para criação e manutenção de empregos uma vez que metade da força de trabalho mundial está empregada em oito setores dependentes de recursos hídricos e naturais: agricultura, silvicultura, pesca, energia, manufatura com uso intensivo de recursos, reciclagem, construção e transporte, o que torna a água um componente essencial das economias nacionais e locais.

Você sabia que a Acquasolution possuiu o melhor e mais completo Programa de Capacitação em Tratamento de Água e Efluentes do Brasil? Saiba mais aqui.

O que você achou do post?

Avalie-nos

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *